doenças cardíacas

Doenças cardíacas: 8 cuidados necessários após o diagnóstico

Depois de um diagnóstico de doenças cardíacas pode ser necessário que você adote uma série de cuidados. Afinal, o objetivo é garantir a máxima proteção para sua saúde e menos riscos.

Esses cuidados variam de pessoa para pessoa. Além disso, são recomendados considerando as necessidades individuais, assim como a gravidade (ou não) de seu diagnóstico.

Aliás, muitas das recomendações feitas após a constatação de uma condição podem ser adotadas por pessoas saudáveis, visto que também podem ser usadas de forma preventiva.

Quer saber quais os cuidados que uma pessoa precisa tomar após saber que possui problemas de coração? Então, continue a leitura e entenda melhor esse assunto!

Mudanças no estilo de vida

Após o diagnóstico de uma doença do coração, uma das orientações mais comuns é a mudança do estilo de vida. Por exemplo, pode ser recomendando uma dieta com pouca gordura e sódio, a prática de atividades físicas e redução da ingestão de álcool.

Medicamentos para controle de doenças cardíacas

Há várias doenças cardíacas que são tratadas ou controladas com o uso de medicamentos. Por isso, é fundamental que a pessoa seja rigorosa em seguir as orientações médicas, ficando atenta para tomar os remédios no horário certo e na quantidade indicada.

Parar de fumar

O hábito de fumar é considerado um fator de risco para doenças do coração. Portanto, se a ideia é reduzir as chances de desenvolver algum problema ou evitar que alguma condição piore, é melhor parar de fumar!

Controlar a pressão arterial

A pressão alta (hipertensão) por si só já representa um risco para o coração. Quem tem um diagnóstico de doenças cardíacas pode ficar ainda mais sujeito a complicações, como insuficiência cardíaca e até morte súbita, caso não haja o controle da situação. Vale a pena verificar regularmente se está tudo bem!

Controlar o colesterol

Em excesso, o LDL (colesterol ruim) pode se acumular nas paredes das artérias, fazendo com que fiquem mais estreitas, levando a obstrução do fluxo sanguíneo adequado para o coração.

Como resultado, a pessoa pode ser vítima de uma condição chamada aterosclerose. Nessa situação, o coração recebe menos sangue e, consequentemente, menos oxigênio. Logo, cuidar dos níveis de colesterol é essencial!

Ter cuidado com a alimentação

Cuidar da boa saúde do coração também passa por uma boa alimentação. Sendo assim, pessoas que receberam algum diagnóstico de doenças cardíacas precisam se policiar para ter uma alimentação saudável, com grãos, frutas e vegetais. Além disso, devem tomar cuidado com gordura saturada, açúcar e sódio.

Controlar o peso

O peso tem uma relação muito próxima com problemas do coração. Por isso, manter o controle é essencial para diminuir os riscos de doenças cardíacas.

Muitas vezes, mudanças na rotina já trazem ótimos resultados. Todavia, é sempre bom conversar com um profissional sobre o que pode ser feito para perder peso com saúde, especialmente se o diagnóstico confirmou algum problema no coração.

Controlar o estresse

Nos últimos anos, vários estudos foram feitos com a finalidade de verificar os impactos do estresse no coração. Além de contribuir para casos de infarto, altos níveis de estresse e ansiedade também podem prejudicar o fluxo sanguíneo adequado. Então, procurar formas para relaxar e manter o equilíbrio também entra na lista de cuidados!

Claro, há muitos outros comportamentos que podem ser adotados por pessoas que receberam diagnóstico de doenças cardíacas. Entretanto, a melhor orientação sempre será com o profissional médico responsável pelo tratamento. 

Portanto, se você tem problemas no coração procure manter a rotina de visitas ao especialista em dia, assim como os cuidados recomendados por ele!

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cardiologista em Uberlândia.

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp