avaliação cardiovascular

Como funciona a avaliação cardiovascular

Manter um olhar atento à saúde é essencial para garantir o máximo em qualidade de vida. Por isso, é importante fazer visitas periódicas ao médico. Afinal, grande parte dos problemas pode ser tratada rapidamente quando descoberta mais cedo, e, assim, é possível garantir uma vida melhor e mais longa. Para descobrir se há algo anormal com nossa saúde, avaliações podem ser feitas pelo profissional. É o caso da avaliação cardiovascular, que tem como principal objetivo verificar a saúde geral do sistema cardíaco e adjacentes. Quer saber como ela funciona? Veja mais a seguir.

O que esperar de uma avaliação cardiovascular

Você visita o consultório do médico cardiologista, e ele solicita uma avaliação cardiovascular. Antes de se preocupar, saiba que esse tipo de indicação pode ser feita nos mais diversos casos e não significa que algo ruim será descoberto.

Os médicos costumam solicitar uma avaliação completa para pessoas que estão apresentando alguns sintomas, que não fazem check-ups há muito tempo ou que simplesmente por apresentarem alguns fatores de risco – como é o caso de indivíduos idosos, obesos, diabéticos ou com colesterol alto, fumantes ou usuários de drogas e até aqueles que convivem diariamente com situações de muito estresse. É comum também que pacientes que possuem casos de problemas cardiovasculares na família sejam avaliados em intervalos mais curtos.

Como a avaliação é feita?

O 1º passo é fazer uma consulta completa, questionando o paciente sobre os hábitos de vida dele, possíveis sintomas e sensações que apresenta ao longo do dia e em diferentes situações. O médico fará, portanto, uma avaliação clínica, considerando o histórico de saúde passado e de familiares.

Em seguida, o médico poderá solicitar exames complementares, que vão desde os mais comuns, como um hemograma, por exemplo, até outros como o ionograma, índices de colesterol e glicose.  O especialista poderá ainda indicar que o paciente faça radiografias e passe pelo eletrocardiograma ou pelo ecocardiograma, entre outros exames.

Além desses exames, a avaliação cardiovascular pode envolver testes físicos de resistência, que têm a possibilidade de ser realizados em esteiras ou com atividades físicas simples.

Durante os exercícios, o paciente tem o organismo avaliado com equipamentos especiais que verificam se os batimentos cardíacos estão de acordo com o esperado e se tudo corre bem. Os batimentos cardíacos podem ser considerados saudáveis, atléticos e insuficientes, o que pode resultar na solicitação de exames complementares.

Não é preciso se preparar para uma avaliação cardiovascular, já que o ideal é que o médico saiba qual é o estado natural do paciente. Depois dos testes e dos resultados dos exames complementares, o médico cardiologista pode indicar uma alteração de rotina, a perda de peso, o uso de medicamentos, atividade física e, em casos muito graves, intervenções clínicas e cirúrgicas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cardiologista em Uberlândia e Ipameri.

Comentários
Avatar

Posted by Dr. André Navarro