Hipertensão arterial: o que é e como tratar

Milhares de pessoas são diagnosticadas com hipertensão arterial no mundo todo – doença que, se não for tratada, pode ocasionar complicações sérias, podendo resultar em morte. Ela é definida, segundo as novas diretrizes da sociedade norte americana de cardiologia, pela pressão arterial superior a 13/8 em duas ocasiões diferentes.

A seguir, aprenda um pouco a respeito desta doença e quais são as formas de tratamento indicadas pelos médicos.

Hipertensão arterial: a doença silenciosa

Este apelido de doença silenciosa não é à toa. Infelizmente a pressão alta é uma condição traiçoeira, isto é, não apresenta sintomas muito específicos.

Porém, alguns pacientes podem vir a apresentar tonturas, visão embaçada, sangramentos no nariz, dores na nuca, náuseas e vômitos.

Por isso, muitas pessoas acabam demorando bastante tempo para serem diagnosticadas, e quando descobrem o problema, já estão em condições perigosas.

A quantidade de pacientes hipertensos não é pequena. Trata-se de uma doença bastante comum e que no Brasil,  atinge 32,5% de toda a população. Pacientes idosos configuram 60% destes.

A hipertensão arterial é responsável por diversas outras complicações na saúde. Ela contribui direta ou indiretamente com 50% das mortes por doenças cardiovasculares.

Junto com o diabetes, suas complicações (cardíacas, renais e cerebrais) têm impacto elevado na perda da produtividade do trabalho e da renda familiar. Perda estimada em 4,18 bilhões de dólares entre 2006 e 2015.

Mulheres que estão grávidas devem manter um olhar ainda mais atento a pressão arterial, já que, durante a gestação é comum haver um desequilíbrio do organismo. A pressão alta na gravidez pode trazer danos graves para o feto, incluindo partos prematuros.

Assim, não procurar atendimento médico e não se tratar, pode levar o paciente a desenvolver complicações irreversíveis e com alto índice de mortalidade.

A boa notícia é que, na grande maioria dos casos, algumas atitudes simples e a adoção de hábitos saudáveis auxiliam na prevenção. Evitar situações de estresse e de risco, também é essencial para pacientes que apresentam a pressão alta.

Qual é o tratamento indicado para hipertensos?

O primeiro passo a ser dado por pacientes que são diagnosticados com hipertensão arterial, ou que desejam evitar essa doença, é buscar por uma alimentação mais saudável, minimizando principalmente o consumo do sal. O álcool e o tabagismo também podem desencadeá-la, assim como o excesso de gorduras e o sedentarismo.

Além destas medidas simples, o paciente diagnosticado talvez precise fazer uso contínuo de medicamentos desenvolvidos especialmente para essa finalidade. Atualmente, existem diversos tipos disponíveis e cada um se adapta a cada caso.

É importante salientar que a automedicação jamais pode ser o caminho escolhido, já que cada tipo de medicamento tem suas particularidades e indicações.

Interromper o tratamento por acreditar que a pressão já está controlada sem consultar o médico especialista, também é considerado como uma atitude de alto risco para a saúde.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cardiologista em Uberlândia e Ipameri.

Comentários
Avatar

Posted by Dr. André Navarro